quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Trabalhando com os Gêneros Textuais

O trabalho com os gêneros textuais tem se tornado cada vez mais usual nas escolas brasileiras. Este trabalho tem reforçado a necessidade de focar a prática de leitura e escrita em sala de aula. Alguns perguntam se isso não passa de uma nova moda no processo de educacional, como tantas outras correntes que já foram utilizadas e muitas vezes impostas aos professores como métodos de trabalho milagroso que resolveria sanaria as lacunas existentes no processo educacional e que deixa o país a margem dos indicadores de qualidade internacional da educação.
Para elucidar essa questão temos alguns bons argumentos
  1. Não existe forma de se comunicar que não seja a interação entre os interlocutores, ou seja, o falante e o ouvinte, o emissor e o recptor necessitam obrigatoriamete estar em sintonia, seja de forma verbal ou não verbal, escrita ou oral. Assim, produzimos sempre sentido, e captamos o sentido daquilo que o outro nos transmite, portanto estamos sempre utilizando algum tipo de texto para desenvolver a nossa expressão.
  2. Toda a comunicação se dá por meio de textos estruturados, dentro de uma norma socialmente determinada. Portanto não utilizamos um sermão sacerdotal quando queremos apenas rir um pouco com os amigos, adequamos intuitivamante o conteúdo da informação com a situação de uso da fala ou da escrita o tempo todo.
  3. Materializamos a nossa expressão em gêneros textuais, de forma consciente ou não.
  4. Não existe texto agramatical, todo a estrutura textual constitui-se a partir de um grupo determinado de regras gramaticais que se combinam e recombinam o tempo todo, gerando a coesão e a coerência da informação.

Diante dos fatos expostos, chegamos a um ponto central: como ensinar de forma desarticulada aquilo que é articulado?

A grande questão não é que uma nova moda surgiu e como tantas outras será abandonada na próxima estação. Esta metodologia está ancorada em um estudo já consolidado, embasado nas pesquisas e avaliações da prática e do uso da língua.

Pensando bem, só faz sentido ensinar alguma coisa que será utilizada e aproveitada ao longo da vida, dessa forma, é importante fazer com que os nossos alunso reflitam sobre a importância do uso da gramática e como é fundamental aprender utilizar a linguagem e se comunicar com competência.

Um comentário:

  1. COMO PARTICIPAR NAS EDIÇÕES DO EPISÓDIO CULTURAL?
    O Fanzine Episódio Cultural é uma publicação bimestral sem fins lucrativos, distribuído na região sul de Minas Gerais, São Paulo (capital), Belo Horizonte e Salvador-BA. Para participar basta mandar um artigo: poema, um conto, matérias (esporte, arte, sociedade, curiosidades, artesanato, artes plásticas, turismo, biografias, sinopses de livros e filmes, curiosidades, folclore, moda, saúde, esporte, artes cênicas, biografias, etc.) em Times Roman 12.
    Mande em anexo uma foto pessoal para que seja publicada juntamente com a matéria. Se desejar, você pode enviar uma imagem correspondente ao assunto abordado. Caso o artigo não seja de sua autoria, favor informar a fonte.
    PARA ENTRAR COM CARLOS (Editor)
    Facebook: http://www.facebook.com/profile.php?id=1464676950&ref=profile
    machadocultural@gmail.com

    ResponderExcluir